Is the world there when I'm not? [4min46]

“Is the world there when I'm not?” é a confissão de uma alma - das muitas que acompanham o constante ruído do movimento diariamente. A história flui sob a ponta de dedos ocupados digitando melodias da ausência, enquanto persegue atalhos em cada esquina, com a certeza de que a felicidade está em um minuto salvo. Desincorporada e deslocada, ela se teletransporta ao final de cada dia sem atenção, borrando as bordas de um milhão de pequenos detalhes que mantêm o mundo unido. Este ensaio visual busca aquele equilíbrio sutil entre existir e viver. Viajantes no trajeto lotado, colunas intermináveis de carros, pés que se arrastam pelas movimentadas ruas sul-coreanas. Esses oceanos flutuantes de rostos desconhecidos têm corpos, almas e destinos, mas algo está faltando. Talvez uma busca silenciosa subjacente persista sem ser vista.